Quem escreveu o Livro de Mórmon?

Assim como a Bíblia, o Livro de Mórmon tem muitos autores. O Livro de Mórmon é, na verdade, uma coleção de histórias passadas de um escritor para outro. O primeiro autor foi o profeta Néfi, que saiu de Jerusalém com sua família em 600 a.C. e navegou para a América. Néfi passou o registro para seu irmão mais novo Jacó, que depois o entregou a seu filho Enos. Cada autor sempre passou os registros a alguém em quem confiava.

Mórmon, o autor principal do Livro de Mórmon, transcreve as placas de ouro em uma caverna

Por que ele é chamado de o Livro de Mórmon?

Após centenas de anos, o registro foi dado a Mórmon, que foi tanto um profeta quanto um líder militar. Mórmon condensou todos os escritos em um único volume, gravado em finas folhas de metal. Ele o intitulou o Livro de Mórmon. Antes de morrer, Mórmon entregou as placas a seu filho Morôni. Morôni acrescentou algumas palavras e depois enterrou as placas.

Morôni enterra o Livro de Mórmon no monte Cumora

Joseph Smith traduziu o Livro de Mórmon

Em 1823, Morôni apareceu a Joseph Smith como um anjo e lhe disse onde as placas estavam enterradas. Joseph Smith traduziu as placas para o inglês pelo dom e poder de Deus, e o Livro de Mórmon foi publicado em Palmyra, Nova York, EUA, em 1830.

Joseph Smith recebe o Livro de Mórmon do anjo Morôni

Desde aquela época, esse livro sagrado foi traduzido para mais de cem idiomas, e mais de 150 milhões de exemplares foram impressos.

Um homem na praia lê o Livro de Mórmon e pondera suas palavras
Encontre paz lendo o Livro de Mórmon
Receba um exemplar gratuito

Descubra conteúdos relacionados